Regeneração Natural de Espécies Ameaçadas de Extinção em Áreas Experimentais na Amazônia Oriental

Autores

  • Jaqueline Macedo Gomes Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão-UEMASUL
  • João Olegário Pereira de Carvalho Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA
  • Ademir Roberto Ruschel Embrapa Amazônia Oriental
  • José Natalino Macedo Silva Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA
  • Edson Marcos Leal Soares Ramos Universidade Federal do Pará-UFPA
  • Tatiana da Cunha Castro Universidade Federal do Pará-UFPA
  • Nisângela Severino Lopes Costa Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão- UEMASUL
  • Francimary da Silva Carneiro Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA
  • Larissa Martins Barbosa D’arace Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v11i3.1658

Palavras-chave:

Conservação de espécies, dinâmica em florestas naturais, Hymenaea parvifolia; Hymenolobium excelsum; Vouacapoua americana.

Resumo

Este trabalho avaliou as alterações ocorridas no número de indivíduos da regeneração natural de Hymenaea parvifolia Huber (Jutaí-mirim), Hymenolobium excelsum Ducke (Angelim-da-mata) e Vouacapoua americana Aubl. (Acapu) classificadas como ameaçadas de extinção pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN), em três áreas experimentais de manejo florestal no estado do Pará. Determinou-se a abundância dessas espécies pela razão entre o número de indivíduos de cada espécie e a área da amostra em hectares; em seguida, foi realizada a estatística descritiva. Os resultados mostram que a ausência de indivíduos em regeneração natural de Hymenaea parvifolia e Hymenolobium excelsum na área não explorada e a baixa densidade na área manejada indicam a dificuldade que essas espécies têm para regenerar e se estabelecer na floresta. E isso pode leválas à extinção na floresta estudada. A regeneração natural de Vouacapoua americana é abundante, garantindo a sua permanência constante, sem risco de extinção na área em estudo, embora esteja incluída na lista de espécies ameaçadas.

Biografia do Autor

Francimary da Silva Carneiro, Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA

Possui graduação em engenharia florestal pela universidade federal rural da Amazônia-UFRA (2001), mestrado em agronomia com ênfase em genética de população, atuando nos seguintes temas: Genética de populações, genética quantitativa, melhoramento florestal e conservação genética, pela universidade estadual paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP- Ilha Solteira, SP (2010) e doutorado em ciências agrárias com ênfase em manejo de floresta nativa atuando no seguinte tema: Resiliência florestal pós colheita, pela universidade federal rural da Amazônia - UFRA (2016). Possui experiência nas áreas de Sistemas Agroflorestais, fitopatologia, genética de populações, ecologia florestal, recuperação de áreas degradadas, silvicultura, manejo e colheita florestal, gestão ambiental e segurança no trabalho.

Downloads

Publicado

16/09/2021

Edição

Seção

Fluxo contínuo