Sobre a Revista

A revista Biodiversidade Brasileira tem como Missão fomentar a gestão e a conservação da biodiversidade através da divulgação do conhecimento científico. Tem como Visão ser reconhecida como uma publicação confiável e de qualidade científica ilibada sobre conservação da biodiversidade. Seus Valores são a valorização da ciência, a atuação ética e a transparência.

Destina-se a pesquisadores, gestores de unidades de conservação, docentes e discentes da área biológica e correlatas. 

 

Escopo, objetivos e linhas editoriais 

Biodiversidade Brasileira é uma publicação semestral e em fluxo contínuo que aceita artigos sobre a conservação da biodiversidade, nas mais variadas perspectivas multidisciplinares. São questões que demandam o desenvolvimento de técnicas e tecnologias, e o compartilhamento de dados e informações entre diferentes entes atores e instituições. Por outro lado, por lidar com situações que exigem decisões de manejo, a publicação propicia uma maior aproximação entre especialistas de diversos campos do conhecimento, organizações da sociedade e gestores, com potencial para desdobramentos inovadores com reflexos significativos para a conservação da biodiversidade.

Objetivos

  • Fomentar a discussão e a disseminação de experiências e desafios em conservação e manejo, com foco em áreas protegidas e espécies ameaçadas.
  • Promover a interdisciplinaridade relacionada às áreas de conservação da biodiversidade, ecologia, biologia e ecologia humana.
  • Contribuir para a comunicação científica e a aplicação do conhecimento na área de gestão de áreas protegidas, preservação da biodiversidade, preservação do patrimônio espeleológico e conhecimento tradicional em todas as suas dimensões.

Linhas editoriais 

A revista Biodiversidade Brasileira (BioBrasil) publica artigos técnico-científicos originais, artigos de revisão bibliográfica, estudos de caso e artigo de opinião nas seguintes linhas de interesse:

  • aprimoramento da contribuição do ICMBio no licenciamento ambiental;
  • aprimoramento do planejamento e implementação de unidades de conservação;
  • atuação, junto ao MMA e a outros setores, para promover a compatibilização dos diferentes interesses nacionais no mesmo planejamento;
  • ecologia humana e educação ambiental;
  • fortalecimento da gestão de produtos madeireiros e não-madeireiros extraídos ou com potencial de exploração em UC;
  • fortalecimento da gestão pesqueira e das cadeias produtivas em UCs de uso sustentável;
  • fortalecimento da participação no monitoramento e na gestão;
  • literatura e conservação da biodiversidade;
  • manejo integrado e adaptativo do fogo (MIAF);
  • participação do ICMBio nos diferentes níveis de ordenamento territorial (nacional, regional e local);
  • promoção da expansão e conectividade das áreas protegidas;
  • promoção da melhoria do estado de conservação das espécies ameaçadas;
  • promoção de boas práticas e regulação do uso da fauna em UCs de uso sustentável;
  • promoção de inteligência em ações de fiscalização e proteção;
  • promoção do manejo de espécies exóticas invasoras;
  • restauração de habitat terrestres e aquáticos;
  • valorização da biodiversidade, dos serviços ecossistêmicos e do patrimônio espeleológico.

 

Bases de dados/indexadores

Diadorim | Diretório de Informações da Política Editorial das Revistas Científicas Brasileiras

Latindex Directorio

Portal Brasileiro de Publicações Científicas em Acesso Aberto | OASISBR

Portal de Periódicos Capes

https://www.sumarios.org

LivRe Portal de periódicos