<b>Registro de Ocorrência de Incêndio (ROI): evolução, desafios e recomendações</b>

Autores

  • Gínia César Bontempo Universidade Federal de Viçosa/UFV
  • Gumercindo Souza Lima Universidade Federal de Viçosa/UFV
  • Guido Assunção Ribeiro Universidade Federal de Viçosa/UFV
  • Sheila Maria Doula Universidade Federal de Viçosa/UFV
  • Laércio Antônio Gonçalves Jacovine Universidade Federal de Viçosa/UFV

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v%25vi%25i.108

Resumo

Um dos principais desafios das Unidades de Conservação (UCs) brasileiras é reduzir a ocorrência de incêndios florestais em suas áreas. Uma das estratégias usadas para isso tem sido o preenchimento do Registro de Ocorrência de Incêndio (ROI), que permite conhecer o perfil dos incêndios florestais e planejar a sua prevenção e combate. Entretanto, muitas das unidades não apresentam tais registros. Esta pesquisa teve como objetivos resgatar o histórico de criação e evolução do ROI, avaliar sua aplicabilidade e fornecer subsídios para seu melhor preenchimento e utilização por parte das UCs. Os métodos utilizados para isso foram a pesquisa bibliográfica e documental e a pesquisa de campo com aplicação de entrevista e observação não participante. A avaliação da aplicabilidade do ROI aconteceu no Parque Nacional do Caparaó, localizado nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Verificou-se que o ROI é o único registro sistematizado das ocorrências de incêndios florestais em UCs no Brasil e que ele é instrumento importante para a elaboração de estratégias regionais e nacionais para a prevenção e minimização dos incêndios. Sua constante evolução tem contribuído para a melhoria quantitativa e qualitativa dos dados disponíveis. Foram listadas 23 diferentes habilidades e competências relacionadas aos mais diversos campos das ciências naturais e sociais e 16 diferentes instrumentos e equipamentos para a obtenção correta e completa dos dados solicitados no ROI. É possível obter as informações solicitadas no ROI, desde que haja recursos humanos, capacitação e equipamentos para tal. Palavras-chave: incêndios florestais; registro de ocorrência de incêndio (ROI); unidades de conservação.

Downloads

Publicado

30/12/2011

Edição

Seção

Seção temática