<b>Por que é importante entender as inter-relações entre pessoas, fogo e áreas protegidas?</b> <i>Why it is important to understand the relationship between people, fire and protected areas</i>

Autores

  • Jayalaxshmi Mistry University of London
  • Marcelo Bizerril UnB

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v%25vi%25i.137

Resumo

O fogo e seus impactos sobre a biodiversidade e os recursos naturais tem se destacado nas discussões ligadas ao manejo das áreas protegidas. De outro lado, a viabilidade das unidades de conservação como locais de proteção da biodiversidade a longo prazo depende diretamente dos processos sociais e ecológicos que se dão em seu entorno, o que inclui o fogo. Na presente revisão, analisamos o tema buscando um maior entendimento a respeito do que determina o uso do fogo, assim como seu abuso pelas pessoas, e as soluções encontradas por elas para o manejo das vastas paisagens circunvizinhas às áreas de proteção. A tese defendida é a de que para haver efetivo controle do fogo e de seu uso é preciso que pesquisas multidisciplinares analisem as motivações e as formas de uso do fogo no contexto das realidades locais. Além disso, para que ocorram mudanças reais nesse cenário, são necessárias abordagens e metodologias participativas que enfoquem a experiência e os saberes de todos os atores sociais envolvidos na questão. Palavras-chave: áreas protegidas; comunidades locais; fogo; manejo; manejo adaptativo. Este artigo tem versão em inglês.

Biografia do Autor

Jayalaxshmi Mistry, University of London

Department of Geography, Royal Holloway, University of London

Marcelo Bizerril, UnB

Faculdade UnB Planaltina, Universidade de Brasília

Publicado

30/12/2011

Edição

Seção

Seção temática