Abordagem Indígena sobre Manejo Integrado do Fogo em Terras Indígenas no Estado do Tocantins – Brasil

Autores

  • Pedro Paulo Gomes da Silva Xerente Associação dos Brigadistas Xerente
  • Rejane Carneiro Salvador de Oliveira Instituto Pedagógico de Desenvolvimento Agro-social e Comunitário - Inpac

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v11i2.1719

Palavras-chave:

Indígenas, Manejo integrado do fogo

Resumo

 O manejo integrado do fogo (MIF) pode ser uma abordagem nova para algumas pessoas e instituições públicas no Brasil, no entanto é prática comum nas comunidades das terras indígenas (TIs) Parque do Araguaia e Xerente, no estado do Tocantins. Estas manejam secularmente o fogo para reduzir o material combustível acumulado nas paisagens do Cerrado, garantir a frutificação das principais espécies nativas utilizadas em sua alimentação, caçar, confeccionar rota de fuga para os animais em caso de incêndios e para limpeza de roça e de áreas ao redor das aldeias. Unir esse conhecimento tradicional às diretrizes de atuação das instituições públicas representa um grande desafio no processo de construção do aprender a valorizar e respeitar o outro. Este seria o ponto de partida para construir estratégias que abarquem conhecimentos, técnicas e experiências almejando a harmonia entre os envolvidos, a preservação ambiental, a conservação dos patrimônios naturais e da biodiversidade existentes nas Terras Indígenas. O presente estudo traz a abordagem indígena sobre utilização do conhecimento tradicional sobre uso do fogo no âmbito do manejo integrado do fogo e do Programa de Brigadas Federais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), executado pelo Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) nas TIs Parque do Araguaia e Xerente. O objetivo foi auxiliar a sociedade na compreensão do processo de integração entre instituição pública e comunidades indígenas na busca por melhorar a prevenção aos incêndios florestais e diminuir sua severidade nas terras indígenas.

Biografia do Autor

Pedro Paulo Gomes da Silva Xerente, Associação dos Brigadistas Xerente

INDÍGENA DA ETNIA XERENTE, NATURAL DE TOCANTÍNIA, ESTADO DO TOCANTINS, BRASIL. GRADUADO EM ADMINISTRAÇÃO. ATUANTE NAS ÁREAS SOCIOCULTURAL COM PÚBLICO INDÍGENA. DESENVOLVE ATIVIDADES DE PREVENÇÃO E COMBATE DE INCÊNDIO FLORESTAL, UTILIZANDO CONHECIMENTOS TÉCNICOS E TRADICIONAIS DA CULTURA INDÍGENA, PRINCIPALMENTE QUANTO AO MANEJO INTEGRADO DO FOGO.

Rejane Carneiro Salvador de Oliveira, Instituto Pedagógico de Desenvolvimento Agro-social e Comunitário - Inpac

NATURAL DA CHAPADA DIAMANTINA, NO ESTADO DA BAHIA, BRASIL. GRADUADA EM PEDAGOGIA E ESPECIALIZADA EM PSICOPEDAGOGIA. ATUANTE NAS ÁREAS SOCIOAMBIENTAIS COM PÚBLICOS ORIUNDOS DA ZONA RURAL. DESENVOLVE ATIVIDADES COM ÊNFASE NAS TEMÁTICAS: INCÊNDIO FLORESTAL, EDUCAÇÃO AMBIENTAL, PRESERVAÇÃO AMBIENTAL, MODO DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL, ORGANIZAÇÃO SOCIAL, CONVIVÊNCIA COMUNITÁRIA, TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA, ENTRE OUTRAS.

Downloads

Publicado

07/05/2021

Edição

Seção

Edição Temática: 7th International Wildland Fire Conference