Análise Financeira da Produção de Cernambi na Floresta Nacional Do Tapajós com a Ferramenta Green Value

Autores

  • Shoana Humphries Green Value
  • Stella Schons Virginia Politechnic Institute and State University
  • Dárlison Fernandes Carvalho de Andrade Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/ICMBio
  • Roberta Amaral de Andrade Instituto Internacional de Educação do Brasil/IEB
  • Abidon Serrão Farias Cooperativa Mista da FLONA do Tapajós/COOMFLONA
  • Leo Eduardo de Campos Ferreira IMAFLORA
  • David McGrath Earth Innovation Institute
  • Arimar Feitosa Rodriguez Cooperativa Mista da FLONA do Tapajós/COOMFLONA

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v12i5.1903

Palavras-chave:

Borracha , Amazônia, produção familiar

Resumo

A produção e venda de produtos florestais não madeireiros por populações tradicionais dependentes de florestas constitui importante fonte de renda e susbsistência. As cooperativas têm apoiado de modo crescente essas atividades econômicas através da assistência técnica e/ou de ajuda no acesso a mercados. No entanto, há escassez de informação no que se refere aos custos e benefícios provenientes da extração de produtos florestais não madeireiros para a famílias e sobre as iniciativas de apoio implementadas por cooperativas. Esse tipo de análise é fundamental para o planejamento operacional, para a tomada de decisões futuras e, assim, para a sustentabilidade financeira da atividade extrativista. Apresentamos uma análise financeira da produção de cernambi (borracha natural coagulada extraída da espécie arbórea Hevea brasiliensis) por famílias que habitam o interior e o entorno da Floresta Nacional do Tapajós e que são apoiadas pela Cooperativa Mista da Floresta Nacional do Tapajós -- COOMFLONA na região Oeste do Pará. A análise é realizada com base na metodologia "Green Value: Uma ferramenta  para a análise financeira simplificada de iniciativas florestais" desenvolvida especificamente para uso de empreendimentos florestais comunitários. Nossos resultados mostram que a produção de cernambi, à época da análise, era rentável e constituía importante fonte de renda para o produtor familiar. Porém, a rentabilidade do produtor dependia do apoio da COOMFLONA na etapa de comercialização e escoamento, cuja rentabilidade mostrou-se negativa. A análise permitiu a avaliação de vários cenários alternativos assim como a identificação dos gargalos da produção e uma discussão em torno de soluções potenciais.

Downloads

Publicado

01/11/2022

Edição

Seção

Manejo Comunitário de Recursos Naturais em Unidades de Conservação