Pesca Profissional Artesanal no Pantanal Sul: Histórico, Manejo dos Recursos e Recomendações para a Sustentabilidade

Autores

  • Rafael Morais Chiaravalloti Instituto de Pesquisas Ecológicas University College London
  • Agostinho Catella Embrapa Pantanal
  • Andre Luiz Siqueira Ecoa - Ecologia e Ação

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v12i2.1987

Palavras-chave:

Pantanal Sul, Pesca, Sustentabilidade, Ribeirinhos, Pescadores

Resumo

 Comunidades tradicionais têm um papel fundamental na conservação e sustentabilidade dos recursos naturais. A pesca do Pantanal tem uma história de mais de 5 mil anos. Atualmente, pescadores profissionais artesanais dependem dessa atividade para garantir o sustento e renda das suas famílias na região. No entanto, políticas de pesca no Pantanal, muitas vezes, foram elaboradas sem uma clara conexão com o conhecimento científico sobre o tema. Neste artigo, fazemos uma revisão do conhecimento atual sobre a pesca profissional artesanal na região sul do Pantanal (Mato Grosso do Sul), apresentando o histórico das comunidades, os estudos sobre pesca, as estratégias de pesca utilizadas e as consequências das políticas focadas, tanto na redução do pescado, como na restrição das áreas que podem ser utilizadas pelos pescadores. Concluímos apontando que os maiores impactos nas populações de peixes não são provenientes da quantidade pescada, mas sim das mudanças ecológicas que já ocorrem na região. Hidrelétricas, hidrovia, uso e ocupação do solo pela pecuária e agricultura, somados às mudanças climáticas, parecem ser as variáveis mais importantes. Apontamos cinco medidas fundamentais para a região: 1) retomar o Conselho Estadual de Pesca de Mato Grosso do Sul; 2) implantar um sistema de monitoramento da pesca; 3) financiar pesquisas para
subsidiar a gestão e novas diretrizes de pesca; 4) criar uma reserva de desenvolvimento sustentável na borda oeste do Pantanal; e 5) considerar os resultados dos estudos dos impactos das hidrelétricas propostas para a bacia do alto rio Paraguai.

Biografia do Autor

Rafael Morais Chiaravalloti, Instituto de Pesquisas Ecológicas University College London

Pesquisador do Instituto de Pesquisas Ecológicas, PhD Candidate University College London

Downloads

Publicado

10/03/2022

Edição

Seção

Fluxo contínuo