Percepção do Conselho acerca do Monitoramento Participativo da Biodiversidade para a Gestão das Unidades de Conservação da Amazônia

Autores

  • Fernanda Freda Pereira IPÊ Instituto de Pesquisas Ecológicas
  • Ângela Pellin
  • Letícia Dias
  • Pollyana Lemos
  • Marcela Silva
  • Débora Lehmann
  • Virgínia Bernardes
  • Fernando Lima
  • Fabiana Prado
  • Cristina Tófoli

DOI:

https://doi.org/10.37002/biobrasil.v12i5.1814

Palavras-chave:

Gestão de áreas protegidas, instrumentos de gestão e conselhos gestores

Resumo

O monitoramento participativo da biodiversidade consiste em uma das estratégias com o intuito de auxiliar a gestão de áreas protegidas com envolvimento dos atores locais residentes nessas áreas e seu entorno, criando uma cultura de questionamento e respeito da floresta, seus recursos e usos. Por meio do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade (Monitora), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), desenvolve o projeto de Monitoramento Participativo da Biodiversidade (MPB) em unidades de conservação (UCs) da Amazônia. Nesse sentido, analisamos a percepção dos conselheiros quanto ao significado e impacto do MPB tendo como objetivo compreender a interação entre o conselho gestor e o monitoramento participativo enquanto estratégia de participação social na gestão de UCs. O projeto MPB é desenvolvido em 16 UCs federais da Amazônia e em duas UCs estaduais. Para avaliação do projeto, foram aplicados questionários semi-estruturados junto aos participantes. Esses questionários foram respondidos durante as reuniões de conselho gestor e com lideranças das UCs, entre os meses de março a junho de 2019. Das 18 UCs abrangidas pelo projeto, 12 foram avaliadas, participando da pesquisa 205 conselheiros e lideranças de 10 conselhos (dois são compartilhados entre unidades), a maioria sendo representantes dos conselhos. Os resultados mostraram que o conhecimento e as percepções dos temas entre os conselheiros e lideranças variam, no entanto de forma geral todos têm a compreensão da importância do monitoramento para gestão e conservação da UC. Iniciativas participativas e espaços de diálogo como os conselhos de UCs criam um senso de pertencimento entre gestão, comunidades e instituições locais, promovem reconhecimento e contribuem com a conservação da biodiversidade e ações de manejo. 

Downloads

Publicado

01/11/2022

Edição

Seção

Manejo Comunitário de Recursos Naturais em Unidades de Conservação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)